• Sandra Nascimento

Cachaça Matuta, história que o tempo nunca vai apagar

De Areias – PB, para conquistar o Brasil

Matuta vem do verbo matutar. Aquele que medita, pensa, pondera, considera, rumina, cisma, cogita, cuida, discorre. Matutar é refletir sobre alguma coisa de maneira demorada.


“Fiquei matutando o dia todo sobre o que escrever sobre a Cachaça Matuta”


Na verdade a palavra veio dos Matutos, nome dado aos tropeiros que compravam cachaça nos engenhos e a revendiam pelos interiores da Paraíba e estados vizinhos. Foram, até o último quarto do século XX, figuras comuns pelas estradas de terra batida dos sertões. Tinham como ofício comprar e vender cachaça, conduzindo suas mulas por engenhos e cidades interioranas.


Em meio a este cenário, o senhor Aurélio Leal Freire já viu passar centenas de comboios de tropeiros que iam ao Vaca Brava comprar aguardente. Assim como seu Aurélio, várias gerações da família acompanharam, por mais de 150 anos, o caminhar preguiçoso e determinado das mulas com suas ancoretas, tocadas pelos “matutos”.


O engenho Vaca Brava foi liderado pelo senhor Aurélio até o começo deste século, quando a direção do negócio foi passada para a geração seguinte, Aurélio Leal Freire Júnior (ou simplesmente Júnior, como gosta de ser chamado). Júnior viveu boa parte da infância na “bagaceira” do engenho. O ambiente era bem similar aos descritos nas obras Fogo Morto, Menino de Engenho ou Banguê . Muito da memória afetiva que ele guarda dessa época está impregnada com o doce cheiro da cana, do barulho das moendas, da visão das montanhas brancas de bagaço e das tropas de mulas carregando as ancoretas de cachaça.


E este Menino, da quinta geração de uma família de produtores de aguardente, levou hoje a sua empresa a ser uma das maiores empresas do Brasil no negócio da cachaça. A Cachaçaria Matuta está situada na Fazenda Engenho Vaca Brava, área rural da cidade de Areia – PB.


Mas isto não foi tão fácil. Comerciante em Campina Grande, foi chamado a assumir o engenho no início dos anos 2000. Deixou o comércio para se dedicar, exclusivamente, ao negócio da família. Trabalhou duro na recuperação e melhoria da infraestrutura, do maquinário da empresa e na qualidade da cachaça. Em paralelo, legalizou o produto, antes vendido a granel e sem registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).


Júnior conta que precisava de uma marca para dar nome à sua cachaça. Assim, lançou a Cachaça Matuta Cristal em 2003. O nome foi uma homenagem aos matutos que compravam e revendiam a aguardente, que tanto ajudaram a propagar a qualidade e a fama do produto do Vaca Brava. O empresário tem uma frase que é bem característica sua: “Faço cachaça para eu beber; só vendo o que sobra”. É assim que ele conceitua a sua produção. A frase espirituosa guarda algumas verdades: “Eu preparo minha cachaça como se fosse para mim mesmo, produzo com todo carinho e cuidado e nunca colocaria no mercado um produto que eu mesmo não gostasse de beber. Além disso, o melhor controle de qualidade sou eu quem faz, no copo e na goela”, arremata.


A Cachaça Matuta é um produto de qualidade e que hoje está sendo distribuído para todo o Brasil. Nós da Moça Bonita Cachaçaria tivemos o primeiro contato com a Matuta em São Luís do Maranhão em setembro de 2020 onde, já com a ideia de montar nossa loja de cachaças artesanais, procurávamos por cachaças nordestinas de qualidade. E foi aí que, entre algumas cachaças, levamos para São Paulo a Matuta Cristal e a Umburana. Aprovamos e agora você pode encontra toda a família Matuta em nossa loja virtual.


Vamos falar então um pouquinho de cada uma delas. A moça bonita chamada Matuta:


Matuta Cristal

Graduação alcoólica: 40% Bidestilada Cor: Branca Tempo de armazenamento: 6 meses em Inox

CARACTERÍSTICAS SENSORIAIS:

Visual: Branca, densa, brilhante e límpida.

Olfativa: Fina e persistente. Nariz típico de uma cachaça frutada lembrando a própria cana-de-açúcar, além de leves notas metálicas e minerais.

Gustativa: Leve corpo e de acidez equilibrada. Deixa a boca enxuta e com leves traços frutados adocicados.

Impressão Final: Fina, intensa e muito persistente. Personalidade marcante.

Harmonização: Própria para acompanhar petiscos à base de frutos do mar, caldinho de peixe ou mariscos. Levemente resfriada, torna-se mais leve e redonda. Apropriada para caipirinha e coquetéis de frutas.


Matuta Umburana

Graduação alcoólica: 39% Bidestilada

Cor: Amarelo-palha brilhante

Tempo de armazenamento:

De 6 meses a 01 ano.

Madeira: Umburana

CARACTERÍSTICAS SENSORIAIS:

Olfativa: Muito fina, intensa e persistente. Nariz delicado, com boa fruta, notas típicas de canela e leves de amêndoas.

Gustativa: Muito macia, leve e fina. Acidez equilibrada e sabor com discreta doçura.

Impressão Final: Intensa, persistente e personalidade marcante. Fim de boca frutado, com madeira discreta e traços de especiarias.

Harmonização: Recomendada para acompanhar pratos leves à base de frutos do mar. Pela leve presença de caramelo, amêndoas e canela, é ideal para acompanhar sobremesas. Também pode ser apreciada ao final das refeições.


Matuta Bálsamo


Graduação alcoólica: 39%

Cor: Amarelo dourado

Madeira: Bálsamo

Matuta Bálsamo esta cachaça assume uma cor dourada com tons esverdeados e aromas intensos, trazendo notas herbáceas e de especiarias, como anis, cravo e erva-doce, e também a sensação de picância e adstringência ao destilado. Os de paladar mais aguçado também vão perceber sabores de especiarias, frutado e tânico. Uma cachaça excelente que vai surpreender por sua riqueza sensorial.




Matuta Single Blend


Blend de Madeiras: Umburana, Bálsamo, Jaqueira e Ipê Envelhecimento: 2 Anos

Teor Alcoólico: 39%

Volume: 1000ml

Tipo: Extra Premium

Uma cachaça que foi medalha de prata na Expocachaça 2020, possui um sabor singular. Produzida na Paraíba, um dos maiores polos de produção de cachaça do Brasil.

Ela é um exemplo perfeito de bebida marcante e com sabor singular. A MATUTA SINGLE BLEND é a única, saborosa e suave. Traz em sua mistura a perfeita harmonia em Umburana, Bálsamo, Jaqueira e Ipê. As sensações nascidas no deguste agradarão tanto aos iniciantes como aos consumidores mais experientes.

Matuta Black Blend


Blend de Madeiras: Jequitibá, Jaqueira, Castanheira e Carvalhos

Envelhecimento: 2 Anos

Teor Alcoólico: 39%

Volume: 1000ml

Tipo: Extra Premium

Com um tom de café, sendo rico e generoso em sabor, a MATUTA BLACK BLEND é um sonho para todos os entusiastas de cachaça. A poesia perfeita entre Jequitibá, Jaqueira, Castanheira, Carvalho Francês e Americano criam um caráter único que se sente no momento do deguste. Sinta o equilíbrio e a harmonia do Blend desenvolvido para quem realmente entende de cachaça.


Matuta Abelha Rainha

Uma perfeita combinação de Cachaça, mel e limão - Poucas combinações são tão bem conhecidas no mundo inteiro como mel e limão, que somados a uma boa dose de matuta formam um aperitivo docinho, saboroso e que agrada aos mais diferentes paladares. Se o clima está quente, experimente gelada, mas se estiver batendo aquele friozinho prove a bebida em temperatura ambiente.

Graduação alcoólica: 23%

Cor: Amarelo brilhante



Agora que você já conhece um pouco da história e da composição de cada uma das cachaças Matuta, entre em nosso site www.mocabonitacachacaria.com.br e prove o sabor que vai te encantar.



Posts recentes

Ver tudo