top of page

Dia Nacional da Cachaça: Celebrando a Identidade Brasileira e sua História Alcoólica


Foto com 3 copinhos com cachaça, a data do dia da cachaça e o logo da Cachaçaria Moça Bonita

A cultura brasileira é rica em símbolos e tradições, e a cachaça, uma das bebidas destiladas mais consumidas globalmente, desempenha um papel crucial nesse panorama. No dia 13 de setembro, o Brasil celebra o Dia Nacional da Cachaça, uma data que carrega grande significado para a identidade nacional.


Origem da Comemoração: O Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC) tomou a iniciativa de criar o Dia Nacional da Cachaça, estabelecido em junho de 2009. Além disso, um projeto de lei proposto pelo deputado Valdir Colatto foi aprovado em outubro de 2010 pela Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados, com o objetivo de oficializar a data.

Foto com o homem que marcou a "revolta da cachaça"

A escolha do dia 13 de setembro como data de celebração homenageia um marco histórico: foi nesse dia, em 1661, que a cachaça foi oficialmente liberada para produção e venda no Brasil. No entanto, essa legalização só foi possível após a "Revolta da Cachaça", um movimento popular de resistência contra as imposições da Coroa portuguesa. A produção de cachaça estava proibida em favor da bagaceira, uma aguardente típica de Portugal. A revolta resultou na conquista da liberdade para fabricar essa bebida genuinamente brasileira.



A cachaça, uma bebida alcoólica derivada principalmente da cana-de-açúcar, ocupa um lugar de destaque nas preferências dos brasileiros. Ela é fundamental para a famosa caipirinha, uma bebida típica e refrescante do país. Hoje, existem diversas variações e sabores da cachaça disponíveis.

Imagem de uma produção industrial de cachaça.

A produção anual de cachaça no Brasil atinge cerca de 1,2 bilhões de litros, sendo o estado de São Paulo o maior produtor industrial, seguido por Pernambuco, Ceará, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraíba. Já Minas Gerais e Rio de Janeiro lideram a produção artesanal da bebida. O alcance da cachaça brasileira ultrapassa as fronteiras, sendo exportada para mais de 60 países. A Alemanha se destaca como um dos principais importadores, respondendo por cerca de 30% das importações.


A trajetória da cachaça remonta ao século XVI, durante a era da colonização portuguesa. Inicialmente, a bebida era obtida pela destilação do melaço não cristalizado, evoluindo posteriormente para ser produzida diretamente a partir do caldo da cana-de-açúcar. Essa criação foi uma maneira de reaproveitar o melaço não utilizado.

Desenho que retrata a forma na qual eram feito a cachaça na época dos escravos

A cachaça desempenhou um papel importante na alimentação dos escravizados, além de ser consumida pelas classes mais humildes da sociedade colonial. Seu valor era tão expressivo que ela era usada como moeda de troca nos mercados de escravos na África.



O Dia Nacional da Cachaça é uma oportunidade não apenas para celebrar a diversidade e riqueza da cultura brasileira, mas também para relembrar a jornada histórica dessa bebida icônica. A cachaça é mais do que uma simples bebida alcoólica; ela é um testemunho vivo da resiliência e da identidade nacional do Brasil.


10 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page