top of page

Explorando a Excelência da Cachaça Tiê: Uma Jornada pelo Processo de Produção e Sabores Sofisticados


Logo da cachaça tie com passarinho da marca

Se você é um apreciador de cachaça, certamente já ouviu falar da marca Tiê. O que talvez você não saiba é

que a Cachaça Tiê é uma das raras joias do setor, sendo uma das únicas três empresas no ramo da Cachaça que possuem seu processo de produção certificado pelo renomado IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária) e pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Isso vai além de uma simples distinção - é um testemunho de que a Cachaça Tiê se destaca ao seguir os padrões mais rigorosos de gestão de qualidade em cada etapa do seu processo de produção.

Essa conquista não é por acaso. A dedicação à excelência começa desde o plantio da cana-de-açúcar até o momento em que cada garrafa da Cachaça Tiê é cuidadosamente selada. Um fator crucial para manter o controle absoluto em todo o processo é que a produção ocorre exclusivamente na área da pitoresca Fazenda Guapiara.

Tres garrafas da cachaça tie ouro

A força da tradição e a inovação do século XXI se fundem nos métodos de produção da Cachaça Tiê. Inspirados pelos mestres alambiqueiros das Terras Altas da Mantiqueira, uma região historicamente rica em cachaça nas Minas Gerais, a Cachaça Tiê incorpora sabedoria ancestral com as melhores práticas modernas. Um exemplo notável é a colheita manual da cana, que elimina a necessidade de queimar, garantindo que a matéria-prima chegue fresca à área de moagem. Isso, por sua vez, eleva a qualidade do produto final.

Imagem do alambique de cobre e inox.

A fermentação da Cachaça Tiê é uma ode à riqueza do terroir de Aiuruoca. As leveduras únicas da região desempenham um papel crucial no processo, conferindo à cachaça uma identidade singular. O mosto é destilado em alambiques de cobre, com o calor direto e a supervisão minuciosa dos mestres alambiqueiros. Apenas o "coração" da cachaça - a parte mais refinada e saborosa - é selecionado para garantir o melhor produto possível.


Antes de ser engarrafada, a cachaça fresca da Cachaça Tiê é submetida a um período de descanso, seja em tonéis de inox ou nos barris de carvalho de sua adega. Esse repouso é crucial para que a cachaça alcance o nível de excelência e sabor ideal que agrada paladares em todo o mundo. O resultado fala por si só, com inúmeras medalhas conquistadas em prestigiados concursos de destilados ao redor do globo.

Imagem de dois barris onde a cachaça é envelhecida.

A verdadeira magia da Cachaça Tiê reside não apenas em sua qualidade exaltada, mas em sua personalidade única e inconfundível. Desde o novato na degustação até o apreciador mais experiente, a Cachaça Tiê é capaz de agradar a todos os paladares. Cada gole é uma viagem sensorial pela tradição, inovação e dedicação incansável à arte da cachaça.



Imagem das montanhas verdes e ceu azul

A história da Cachaça Tiê começa nas majestosas Terras Altas da Mantiqueira, uma região cuja beleza natural é de tirar o fôlego. Com montanhas que se erguem a mais de 2 mil metros de altitude, vales adornados por densas florestas e quedas d'água encantadoras, essa paisagem exuberante serve de berço para nossa amada cachaça. Inspirados por essa riqueza, nos empenhamos em redobrar nosso compromisso com a responsabilidade ambiental.

A Fazenda Guapiara, onde a Cachaça Tiê encontra suas raízes, é um refúgio situado nas proximidades da Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Mantiqueira e do Parque Estadual da Serra do Papagaio. Esses santuários naturais estão envoltos pela Mata Atlântica e abrigam espécies em perigo de extinção, como o ameaçado mono carvoeiro.

imagem de cima de uma cachoeira

Desde os primeiros dias de dua jornada, quando o alambique e as áreas de produção começaram a ganhar forma, se decidiu que a preservação seria uma prioridade. Assim, boa parte das matas e campos de altitude da fazenda foram mantidos intocados, como um testemunho vivo de respeito pela natureza. Para concretizar esse compromisso inabalável com a preservação do ecossistema, estabelecemos duas Reservas Privadas de Patrimônio Natural (RPPNs): Nascentes do Aiuruoca I e Nascentes do Aiuruoca II.


Nessas reservas, a vegetação permanece intocada ou passa por um processo de regeneração avançada. Isso não só contribui para a saúde do meio ambiente, mas também integra-se aos corredores ecológicos que protegem a flora e a fauna da região de Aiuruoca.


tres garrafas da cachaça tie canelinha

Os esforços em prol da preservação ambiental não se limitam a ações pontuais, mas são incorporados em cada etapa de produção. Desde o plantio da cana até o transporte do produto final, se dedica especial atenção à preservação das nascentes e à garantia da qualidade das águas, que são utilizadas com um controle meticuloso.

A preservação e o reflorestamento nas RPPNs são componentes cruciais de compromisso em assegurar a qualidade excepcional das águas da região. Essa abordagem holística reflete o desejo de não apenas criar uma cachaça de renome, mas também de fazer sua parte para conservar e proteger o ambiente que os presenteou com a matéria-prima para essa criação.


Duas garrafas da Tie prata e uma copo de shot

Quando degustar um gole de Cachaça Tiê, saiba que você está saboreando não apenas um destilado de excelência, mas também a expressão de uma conexão profunda com a natureza. Sua jornada é guiada pela harmonia entre tradição e responsabilidade, e cada garrafa conta a história de um compromisso incansável com um futuro mais verde e sustentável.


Tie balsamo  e Tie jequitiba

Portanto, na próxima vez que você se encontrar em busca de uma experiência de degustação verdadeiramente especial, lembre-se da Cachaça Tiê. Cada gota é uma celebração da história, do compromisso com a qualidade e da paixão pela autenticidade que tornam a Cachaça Tiê uma escolha incomparável no mundo das cachaças.

Quer saber ainda mais? Assista esta Live que fizemos com a Cris Amin, uma jornalista que virou cachaceira.




Comments


bottom of page